O que faz um programador web?

Design & Programação escrito por

Qual a diferença entre web designer e programador web? Se é o web designer que desenha os layouts, então qual o trabalho do programador web? Se você é programador e está me lendo, peço licença, pois vou procurar explicar, da maneira mais simples possível, o quê um programador web faz.

Se você é leitor assíduo aqui do Metablog, já deve saber que é o web designer que desenha os layouts: usando o Photoshop, ele desenha como o tema do seu site/blog deve ser, define as cores, a posição dos elementos, etc. Se você já usou o Photoshop alguma vez, provavelmente tenha salvado seus arquivos com a extensão jpg, mas não é assim que o web designer faz: os layouts são salvos em psd, um arquivo onde o layout não é apenas uma imagem só, mas sim vários “pedaços” (cada elemento do layout) em camadas diversas.

Quando você, nosso cliente, recebe o tema para aprovação, você o recebe em uma imagem única, mas não é assim que o programador receberá. Se o programador apenas fizesse upload da imagem do tema para o servidor, o layout não passaria de uma imagem estática, tal qual uma foto, onde não é possível inserir texto (posts) e nem imagens para ilustrar os artigos. Não seria possível fazer nada, seu domínio teria apenas uma imagem estática, o desenho do layout.

Ao escrever um post, talvez você não use a opção de visualização em html. Convido você para, agora, abrir seu editor de posts e escrever alguma coisa, qualquer coisa, e então aplicar alguma formatação no seu texto: deixe em negrito e/ou itálico, coloque alguma cor. Agora clique na guia HTML, no canto superior direito do editor de texto: você encontrará o texto digitado e mais alguns códigos, como no exemplo abaixo.

visualização html

A linguagem da web é assim, cheia de códigos. Se você quer que o texto fique em itálico, deve “dizer” isso através de códigos. Um programador web precisa saber falar a linguagem da web – e são várias: php, css, etc. Até para iniciar um novo parágrafo os códigos são necessários. Você tem a ajuda do editor de texto para formatar seus artigos, porém o programador web não conta com essa facilidade para escrever os layouts. Cada parte do seu layout tem um arquivo próprio, com seu código: cabeçalho, rodapé, sidebar, área de posts, página inicial, etc. Vários arquivos cheios de códigos são necessários para que um único tema apareça da maneira que o web designer projetou.

O programador web vai pegar o arquivo psd do layout (aquele que o web designer enviou, cheio de elementos e camadas) e escrever todo layout em códigos, na linguagem da web. Tudo, absolutamente tudo no seu tema precisa ser escrito em código. Não existe um botão selecionando branco como cor de fundo, mesmo isso precisa ser feito em código. Se o programador fizer algo errado, seu layout também ficará errado: a posição dos elementos, as cores, o cabeçalho, o rodapé, a sidebar, a busca não funcionaria, os arquivos não apareceriam… Tudo, tudo precisa ser escrito em código corretamente.

E não é fácil – se fosse todo mundo faria e não seriam necessários tantos cursos e estudos para se tornar programador web. Sim, é preciso estudar para aprender a programar – e muitas vezes sozinho, na base da tentativa e dos erros até encontrar a maneira certa. No caso de blogs que rodam em WordPress, o programador também precisa conhecer profundamente a linguagem do WordPress, assim como é necessário conhecer a linguagem das outras plataformas para fazer layouts para elas. Há muito estudo e conhecimento envolvido, ninguém se torna programador de uma hora para outra.

O programador não escreve todo código de um layout em meia hora, pode ter certeza. Mesmo que seu layout aparentemente seja simples, a programação não é simples. E é óbvio: quanto mais elementos e detalhes seu tema tiver, mais demorado será para construí-lo em código, mais conhecimento e trabalho envolvido.

Alguma vez você já tentou mudar alguma coisa no tema do seu blog? Se já tentou, deve ter passado pela experiência de fazer uma alteração minúscula e ao visualizar a página o layout estava todo desconfigurado: a área de posts está quebrada, o rodapé sumiu, e por aí vai. Lembro-me de uma vez em que tentei apenas inserir na sidebar um widget com alguns ícones para redes sociais (Facebook, Twitter, etc), era algo simples e eu não ia mexer no código do layout, apenas nos widgets, então tudo bem, certo? Errado. Até hoje eu não consegui entender como minha sidebar foi parar no lugar do rodapé (quem me socorreu foi um dos queridos programadores do xCake, diga-se de passagem).

Acho que já ficou bem claro que o trabalho do programador web é complexo e exige muita dedicação e estudo, certo? Mas por quê os projetos não têm todos o mesmo valor? Pelos diferentes graus de complexidade dos temas. Um layout magazine, por exemplo, é muito mais complexo que um layout tradicional. Do mesmo modo, um layout tradicional com caixa de destaques exige bem mais do programador do que um layout tradicional sem a caixa. A complexidade e riqueza de detalhes do layout interferem diretamente no valor que o programador irá cobrar pelo trabalho. É por isso também que o programador precisa ver o desenho do layout antes de fazer orçamento da programação, sem conhecer o tema ele não tem como saber o grau de complexidade do projeto.

Até agora falamos sobre o trabalho do programador na fase de construção do layout, mas ele ainda desempenha mais uma função: a instalação do tema. A frase é simples, mas a tarefa não. Você comprou seu domínio, contratou hospedagem, agora é preciso colocar seu layout lá dentro do servidor. Algumas hospedagens já deixam o WordPress instalado, mas em outros casos é o programador que irá fazer isso (e se foi a hospedagem que instalou, adivinhe quem foi o programador do servidor que fez a tarefa. risos).

Mas, além do WordPress, seu tema também precisa ser instalado e é o programador que faz isso. Ele é o responsável por fazer seu layout funcionar depois de publicado, se algo der errado nesse processo você não conseguirá usufruir do seu tema. Para fazer com que o seu domínio “converse” com o servidor para que seu conteúdo apareça na página o programador é essencial. Percebe como a responsabilidade dele é imensa?

E se você tinha seu site em uma plataforma e agora, com layout novo, está indo para outra, novamente o programador é necessário. E, não raro, a migração dá problema, pois cada plataforma tem sua linguagem e nem sempre é simples converter o conteúdo de uma para a outra. Você está trocando de servidor? Novamente a transição pode ser problemática – e, de novo, é o programador que salva a pátria, digo, o site.

O estereótipo do programador é de alguém esquisito, viciado em café e anti-social. Bem, viciados em café eles realmente são, mas também são aliados valiosos na nossa vida blogueira. E se há algum me lendo, certamente deve estar muito bravo comigo agora, pois, acreditem, embora esse post tenha ficado longo, não há palavras que descrevam com precisão a complexidade do trabalho do programador, só programando mesmo para saber. =)

21 Comentários em O que faz um programador web?

  1. ernani em janeiro 27, 2013

    Olá!! eu nao entendo nada de td isso que vc falou, e para melhorar meu curriculo eu me inscrevi num curso de programador web, montador e reparador de computador e operador de eidoração eletronica na FAETEC nao sei se vc ja ouviu falar nesta instituição de ensino prafissionalizante tecnico do governo é como se fosse um SENAI da vIda… pergunto eu: vc acha que eu tenho chance de conseguir fazer esses cursos sem noção nenhuma de informatica, de computação e etc…? eu so tenho e muito mal o basico que é: windows word e excel. tenho uma noção tambem daquele assunto que faz slaides sabe? nao me recordo o nome agora, mas te confirmo que nada me possa impedir de aprender. Gostaria de saber de vc qual é o prazo minimo para se ter uma noção desses cursos? para saber ao menos fazer as coisas primarias, vc pode me ajudar?
    Te agraadeço e aguardo por respostas o mais breve.

    Ernani Bastos

    1. Lis Comunello em janeiro 29, 2013

      Olá, Ernani.

      As atividades que você citou são distintas, então considero interessante você primeiro pesquisar sobre cada uma delas, pois só assim vai saber avaliar qual delas realmente quer desenvolver (e elas são bem mais complexas do que Word, Excel e Power Point).

      Boa sorte!

  2. Lia Marques em março 27, 2013

    Amei o Poste e os esclarecimentos, tô muito afim de fazer esse curso, sou resem formada em telecomunicações mais ainda tô procurando uma especialização acho que achei. . . he :D .. . vou fuçar dicas para meu blogger aqui kkk. Paz e Deus te encha cada dia mais de conhecimento e Vida!!!!

    1. Lis Comunello em março 28, 2013

      Oi, Lia!

      Boa sorte na sua jornada, programação é incrível!

      Já assinou nosso feed? ;)

      1. Jarisson em abril 22, 2014

        Oi Liz queria sabe que área vc atua ou gosta . Por exemplo desenvolvedor, programador web …

        1. Lis Comunello em abril 28, 2014

          Jarisson, sou publicitária e trabalho com branding, planejamento e conteúdo, tudo para web. :)

  3. Vitor "Pliavi" Silvério de Souza em julho 18, 2013

    Gostei do texto, por mais simples que tenha sido assim como você disse, acho que valeu bastante a pena ter lido. Até porque por mais que eu entenda de modo intermediário algumas linguagens de programação pra Web: Imagina que não sabia que Programador Web existia? pensava que era tudo a cargo do Web Designer, vi um artigo no jornal e vim pesquisar, acabei por cair no seu blog e gostei do que li.

    Até mais!
    Vitor “Pliavi”.

    1. Lis Comunello em julho 19, 2013

      Oi, Vitor!

      Fico feliz que o artigo tenha ajudado a elucidar suas dúvidas. :)

  4. Francisco Célio Fernandes Silva em agosto 14, 2013

    Gostei muito de suas palavras, e também estou me identificando muito neste ramo…estudando bastante para ser um bom profissional! É difícil, mas nada de que uma boa vontade e esforço não ajude! Obrigado por esclarecer-me mais um pouco…

    1. Lis Comunello em agosto 15, 2013

      Olá, Francisco.

      Ficamos felizes por termos ajudado você a conhecer melhor a área na qual pretende estudar. :)

  5. Maíra Cristina em janeiro 30, 2014

    Eu gostei do seu artigo, apesar que eu ainda vou começar o meu curso, já consegui ter uma base, me esclareceu bastante coisa, aproveito pra elogiar o seu artigo por saber usar as palavras de uma maneira bem popular e simples de entender….eu gostei bastante!

    1. Lis Comunello em fevereiro 07, 2014

      Maíra, é justamente por entendermos a importância do programador e a complexidade da programação que não nos atrevemos a pretender sermos formadores de programadores. Escrevemos sobre programação para quem não é programador (pelo menos não ainda), portanto nem devemos deixar os artigos com termos técnicos demais – são posts que precisam ser entendidos por todos, afinal, programadores ou não. Fico feliz por estar conseguindo escrever sobre algo tão complexo de uma maneira possível de entender. Obrigada! :)

  6. Unfear em fevereiro 12, 2014

    Vou enviar este texto para todos os meus clientes, acho que os programadores irão te agradecer.

    Só não venha com bordas arredondadas com sombras por cima de texturas em degrade hehe

    1. Lis Comunello em fevereiro 13, 2014

      Oba! Feliz em saber que programadores não vão se indignar por eu descrever de maneira simplificada sobre algo tão complexo como programação. :)

      1. Unfear em fevereiro 16, 2014

        Tranquilo, ficou muito bem explicado e o texto cumpriu seu propósito.

        :)

  7. Barbara Zamboni em agosto 05, 2014

    Olá Lis! Gostei muito do conteúdo da matéria. Estudo Sistemas para Internet e me formo este ano e pretendo atuar na área de programação, e seu conteúdo deixou muitas coisas claras para mim! Parabéns pelo site! Beijos

    1. Lis Comunello em agosto 11, 2014

      Obrigada, Barbara! E sucesso! :)

  8. William em fevereiro 18, 2015

    Atuo na área de design gráfico para faturar um valor alem do meu salario em outra função que não é relacionada a parte de design e por vezes já criei layouts para sites, me interesso bastante por essa parte de criação mas quanto a parte de programação tenho que admitir que não me chama a atenção.
    Minha duvida é, o mercado de trabalho busca também por web designers ou é mais aberto para profissionais que atuem em ambas as áreas, web design e programação ?

    1. Lis Comunello em fevereiro 20, 2015

      William, o mercado precisa de ambos: webdesigners e programadores. Quem faz as duas coisas talvez tenha mais facilidade para conseguir freelas com clientes pequenos, porém no geral são clientes que não entendem bem a diferença entre um trabalho e outro e, por isso, também não valorizam muito os profissionais contratados. O que eu costumo ver: quem faz os dois serviços geralmente não é bom em ambos, às vezes não consegue ser mais que mediano em nenhuma das funções. Agências, por exemplo, costumam ter os dois profissionais justamente porque compreendem muito bem que design e programação são saberes diferentes.

  9. marcio em fevereiro 22, 2015

    o que um publicitario faz? no que se aplica a publicidade no mundo politico? boa noite

    1. Lis Comunello em fevereiro 23, 2015

      Marcio, a profissão do publicitário permite muitos desdobramentos: mídia, planejamento, criação (redação, direção de arte, direção de criação), atendimento, etc. Não dá para responder com um simples comentário o que se estuda durante quatro anos na graduação, o ideal é você procurar sites e blogs que falem sobre publicidade e propaganda especificamente. Sobre política, o que se faz na verdade não é publicidade e sim propaganda – aí está mais uma coisa para pesquisar: a diferença entre publicidade e propaganda. ;) Boa sorte!