Como encontrar conteúdo para escrever?

Produção de conteúdo escrito por

Se você acompanha o Metablog desde nossos primeiros passos, talvez se lembre de um post que publiquei nos primeiros meses de vida desse nosso cantinho: ele continha oito dicas básicas de redação e já no primeiro parágrafo eu disse que, na hora de escrever, apenas 5% são inspiração, os outros 95% são transpiração.

Naquela ocasião dei dicas simples e básicas para escrever melhor, mas a verdade é que na hora de definir os temas dos posts é a mesma coisa: 5% inspiração, 95% transpiração. E é essa transpiração que alimenta a inspiração. Mas que transpiração é essa? O que tanto precisamos fazer e suar para conseguir inspiração? A palavra-chave é repertório, mas vamos esmiuçar isso. :)

 1. Leia blogs

Você precisa saber o que está rolando na blogosfera, especialmente nos blogs que tratam do mesmo nicho que o seu. Não é para copiar, é para ver quais são os assuntos do momento e fazer seus próprios artigos sobre esses assuntos.

Ler blogs do seu nicho é essencial, mas também é interessante ler blogs de outros nichos ou de variedades: talvez você encontre um assunto pertinente ao seu público, por quê não? Se você tem um blog de casamentos, certamente vai encontrar ótimas dicas para noivas e madrinhas em blogs de maquiagem.

2. Leia livros, revistas e jornais

Seu blog é sobre fotografia? Você pode acompanhar as notícias referentes a esse universo para, por exemplo, ficar bem informado sobre eventos que tratem desse nicho e escrever posts divulgando tais eventos.

Você escreve sobre cinema? Fique por dentro das estréias. Vinhos e/ou gastronomia? Existem livros incríveis que podem lhe ensinar muito, além da possibilidade de escrever resenhas.

3. Acompanhe o Twitter

O micro-blog está super ativo como sempre, com milhares de pessoas atualizando seus perfis diariamente, é um ótimo termômetro para identificar quais os assuntos mais quentes do dia. E se o tema do momento puder ser encaixado no nicho do seu blog, mãos no teclado: pesquise, escreva e publique no mesmo dia, seguindo a linha dos anúncios de oportunidade da publicidade tradicional.

4. Esteja atento aos leitores

Quais pautas seus leitores sugerem? E quais eles sugerem sem pedir diretamente, fazendo perguntas constantes nos comentários? Na verdade, não só nos comentários do blog: essas dúvidas podem surgir no Twitter, no Facebook, etc.

5. Verifique o calendário

Que tal todo final de ano conferir o calendário do ano seguinte para ver as datas comemorativas que podem render posts no seu blog? O último sábado, 13 de Julho, foi o Dia Mundial do Rock, será que esse tema não poderia ter rendido um post no seu blog? Confira as datas comemorativas de 2013, ainda temos meio ano pela frente, quem sabe o calendário não garante alguns posts pra você? ;)

6. Beba de várias fontes

Eu já tinha dito isso no post com as oito dicas de redação, mas sempre é bom repetir: beba de várias fontes. Filmes e seriados podem lhe trazer ideias para artigos. Uma história em quadrinhos pode virar post. Uma nota em uma revista qualquer pode despertar uma reflexão sobre a qual valha a pena escrever.

O blogueiro que mais admiro e mais gosto de ler tem um repertório incrivelmente vasto. Quantos filmes o Alexandre Inagaki precisou assistir (para saber do quê realmente se tratava o filme) e pesquisar sobre títulos de cinema para escrever o post Os piores (e mais divertidos) títulos traduzidos de filmes?

No post Um dia difícil para o Spider ele trouxe elementos de várias fontes diferentes para um único artigo: um gif (elemento 1) do filme do Homem Aranha (elemento 2), o nocaute do Anderson Silva (elemento 3), picolé com palito premiado (elemento 4), print do Twitter (elemento 5) com o meme da zuera (elemento 6) e mais quatro gifs zoando a derrota do Anderson Silva. Tudo isso num post de um único parágrafo. Com um repertório tão vasto assim, nem queiram saber dos sonhos que ele tem

7. Carregue seu “caderninho”

Por fim, mas não menos importante: tenha sempre com você um lugar para fazer anotações. Faça da maneira com a qual você se identifica mais e se entende melhor: papel e lápis, anotações no celular, no tablet, etc. Se você viu algo que chamou sua atenção, mas ainda não conseguiu identificar o que lhe prende no que está vendo, fotografe – e depois reserve um tempo para observar a foto e transformar em palavras o que ela te transmite.

E agora quero saber de uma das fontes que são tão importantes para nós do xCake: sobre o quê nossos leitores querem ler por aqui? :)

4 Comentários em Como encontrar conteúdo para escrever?

  1. Rafael em julho 27, 2013

    Boas dicas! No início, o difícil é conciliar a produção de conteúdo relevante (com toda a pesquisa necessária para isso) e o manuseio das técnicas (SEO, Adsense, etc.) que trarão resultados a esse conteúdo. Fica-se perdidinho, hehe… Mas passa!

    1. Lis Comunello em julho 30, 2013

      Oi, Rafael.

      Depois de ter visto os blogs nascerem no Brasil, com algumas pessoas tentando usar a ferramenta de forma mais “séria” do que os abundantes diários adolescentes, e ver a blogosfera ir crescendo e amadurecendo, creio que posso dizer com alguma propriedade que o foco sempre deve ser no conteúdo. Sempre mesmo. Fazer um blog já pensando em ganhar dinheiro não funciona, bem como técnicas de SEO não salvam um conteúdo ruim.

      Mas se a gente foca no conteúdo, o resto vem. O link building começa a acontecer vindo de outros blogueiros e não mais só nossos próprios links internos – e isso faz uma diferença gigantesca para os motores de busca, link building é essencial. E aí a monetização é consequência: blog com bom conteúdo => crescimento de visitantes e link building => melhor posicionamento nos motores de busca => blog que interessa aos anunciantes. ;)

  2. lucas ramires em agosto 30, 2013

    ótima postagem me ajudou muito por que acho que é normal né ficar sem idéias mas ai as pesquisas,livros,filmes le trarão novas perspectivas e que poderão render post legais.

    1. Lis Comunello em setembro 02, 2013

      Isso mesmo, Lucas, repertório é imprescindível. :)