As imagens dos posts precisam ser sempre do mesmo tamanho?

Design & Programação Produção de conteúdo escrito por

A questão não se resume ao tamanho, mas sim ao padrão – ou melhor, à identidade visual. E ao layout do seu site. Há, ainda, a necessidade de pensar no longo prazo, no futuro do seu blog. Não entendeu nada? Tudo bem, vamos ver estes pontos com mais detalhes. =)

Identidade visual

A Wikipédia tem uma definição bem simples: “Identidade visual é o conjunto de elementos formais que representa visualmente, e de forma sistematizada, um nome, ideia, produto, empresa, instituição ou serviço.”

Seu tema personalizado não teve suas cores escolhidas ao acaso. Elas têm a ver com o assunto do qual seu blog trata ou com os produtos e serviços que você oferece. O mesmo acontece com a fonte do seu logotipo, as linhas e formas (retas ou curvas) e com tudo o mais que houver no seu site: nada é ao acaso, todas as informações visuais estão ali para complementar/reafirmar o que você oferece em forma de textos ou produtos ou serviços.

O conjunto de todos os elementos visuais formam a identidade visual da sua marca – seja ela seu blog pessoal, seu blog profissional ou o site da sua empresa. É essa identidade que faz com que seu público reconheça sua marca em qualquer outro lugar que ela esteja, ainda que o nome da marca não apareça. Tem um exemplo que fica bem fácil de entender: se você encontrar uma palavra, qualquer palavra, escrita com a mesma fonte da Coca-Cola, você vai se lembrar da Coca. Mesmo que a palavra seja “Pepsi”, se estiver escrita com a fonte da Coca-Cola você vai se lembrar da Coca. É a identidade visual que destaca você da multidão.

E a maneira como você apresenta imagens no seu blog também fazem parte da sua identidade visual, por isso é importante que você mantenha um padrão: imagens do mesmo tamanho e na mesma posição (horizontais ou verticais, por exemplo). Se você, assim como eu, faz tutoriais, nem sempre vai conseguir usar imagens do mesmo tamanho – talvez elas sejam menores do que o tamanho pretendido (pois são prints de pedaços de telas) mas procure respeitar o tamanho máximo da imagem. Opa, já estamos falando sobre o próximo motivo para mantermos um padrão para as imagens. =D

Layout

Lembra que já falamos sobre a largura adequada para um site? Sabemos então que existem algumas larguras aí para pensarmos: a largura total do layout e a largura das colunas dos posts e da sidebar. É importante que você observe essas medidas, pois se colocar uma imagem maior (mais larga) que a medida da largura da coluna de posts, seu layout irá “quebrar”, ficará todo deformado.

Para saber quais são os tamanhos padrão para as imagens do seu blog, no dashboard vá em Configurações > Mídia: ali estão as medidas da miniatura, tamanho médio e grande. É importante saber esses valores na hora de buscar as imagens que irão ilustrar seu texto, mas na hora de inserí-las no post vai ser bem fácil manter o padrão. Não se preocupe se a imagem desejada for maior do que a largura máxima que você pode usar nas imagens: na hora de inserir no post é só selecionar a opção do tamanho desejado.

Vou usar as imagens aqui do Metablog como exemplo. Escolhemos usar imagens grandes, centralizadas e na horizontal, a largura máxima das nossas imagens é 730 pixels. Vamos supor que a imagem escolhida tenha 800 px de largura: se eu publicá-la assim, irá estourar o layout. Então na hora de inserí-la no  post eu preciso usar os botões de tamanho que aparecem na caixinha de edição da imagem: preciso selecionar “grande” – pronto, automagicamente a imagem aparecerá no post com 730 px.

Dá pra fazer o contrário? Não! Se a imagem escolhida tem 300 px e eu selecionar para que ela seja publicada com 730, irei estragar a imagem, ela ficará toda pixelada. Nem vou falar sobre publicar a foto em tamanho menor, já falamos aqui neste post sobre a importância da identidade visual, de mantermos sempre o padrão – não, não é legal publicar a imagem menor, só faça isso se realmente não tiver como usar outra imagem maior, como é o caso de prints de pedaços de telas. Mas e aí, #comofaz se a foto que eu mais queria é pequena? Você usa o recurso que usei neste post: usa duas imagens, uma ao lado da outra. ;)

E como montamos isso? No seu editor de imagens preferido – aqui tem uma lista com cinco editores grátis e online. Basta criar um arquivo novo no editor e colocar dentro deste novo arquivo as imagens que você deseja (eu usei duas, mas poderiam ser mais), deixe-as na posição que desejar (caso queira cortar a parte de baixo ou de cima de alguma foto) e crie uma nova imagem a partir deste arquivo. Sei que falando assim parece complicado, mas na prática o processo é simples. Se ainda assim você não quiser usar editores de imagens, tudo bem, mas precisará encontrar imagens que tenham de largura o mínimo da imagem grande pré-definida no seu layout.

Pensando no futuro

Achou tudo isso muito chato e está querendo partir direto pra busca de imagens sempre do mesmo tamanho e não precisar usar os botões “grande”, “médio” e “miniatura” das imagens dos posts? Acha que seria mais fácil eu apenas buscar imagens de 730 px e adicioná-las no tamanho real? Sinto desapontá-lo, mas isso pode lhe trazer problemas futuros: como vai ser quando mudar o layout do seu blog? As imagens publicadas em tamanho real continuarão em tamanho real e podem estragar seu tema novinho. Hoje as imagens do Metablog podem ter até 730 px, mas e se fizemos um layout novo e nele as imagens tenham que ter uma largura menor?

É por isso que você deve fazer uso dos botões que definem o tamanho da imagem na hora de inserí-la no post: se as medidas mudarem e você tiver feito os ajustes de tamanho através dos botões, no novo layout as imagens continuarão se ajustando conforme as novas medidas padrão. É dos botões abaixo que estou falando:

Clique para ampliar.

Clique para ampliar.

Dúvidas? Opiniões? Sugestões? =)

4 Comentários em As imagens dos posts precisam ser sempre do mesmo tamanho?

  1. Marina em junho 23, 2012

    Gostei mesmo, já fazia antes de ler, mas é bom pra quem não “fuça” tudo como eu..

    1. Lis Comunello em junho 26, 2012

      Marina, “fuce” tudo, é um ótimo jeito de aprender. Claro que é preciso fazer backup antes, mas é muito importante conhecer ao máximo tudo que as ferramentas podem nos oferecer.